English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Translate into your language

O que dizer da tuberculose e da hanseníase?

0 comentários


A família das mycobacteriáceas apresenta duas espécies microbianas responsáveis por duas das mais antigas e graves moléstias da humanidade: A tuberculose e a Hanseníase.
Estas doenças no passado histórico, juntamente com as guerras sangrentas, eram responsáveis pela extinção de milhares de vidas em todo o mundo, quando não estabeleciam irreparáveis danos físicos. As guerras sangrentas praticamente foram eliminadas, porque foram estabelecidos mecanismos políticos, sociais e econômicos a nível global que inviabilizam a sua ocorrência, ou seja, foram eliminadas as condições predisponentes.
Hanseníase: Mutilação de membros superiores
Comparativamente à espécie humana, os micróbios , seja eles saprófitas ou patogênicos, precisam de condições predisponentes para obterem êxito em suas investidas e, ao contrário das guerras sangrentas, essas condições predisponentes à Tuberculose e à Hanseníase sofreram pouca alteração, o que explica a alta incidência de tais patologias em praticamente todo o mundo. As condições predisponentes à Tuberculose e à Hanseníase são - da mesma forma que nas guerras sangrentas que imperavam no passado - políticas, sociais e econômicas, o que nos permite concluir que travamos uma guerra milenar contra dois inimigos comuns: Mycobacterium tuberculosis e Mycobacterium leprae, com um agravante de serem inimigos invisíveis a olho nu.
A era bacteriológica e o desenvolvimento científico e tecnológico, recentemente incorporados à sociedade, reduziu sensivelmente as taxas de mortalidade e morbidade das doenças infecciosas. No caso específico da Tuberculose e da Hanseníase foram elaboradas substâncias bactericidas, bacteriostáticas e até profiláticas, a exemplo da vacina BCG, ativas contra M. tuberculosis e M. leprae; no entanto as condições de miséria social, analfabetismo e subnutrição sofreram poucas alterações nas regiões ditas "periferia do mundo". Esse quadro, por sua vez, foi sensivelmente agravado pela epidemia mundial da AIDS, que está diretamente relacionado com o agravamento do quadro da Tuberculose, devendo haver também alguma interferência na epidemiologia da Hanseníase.
Tuberculose pulmonar: Suprimento de oxigênio
Como é possível constatar, já dispomos de armas químicas e bioquímicas para enfrentar o problema, no entanto o descaso político, a ignorância e a desinformação criaram mitos responsáveis pelo intenso estígma social que envolve tais patologias, sobretudo a Hanseníase, influenciando negativamente o êxito terapêutico.
O quadro acima disposto faz com que a Tuberculose e a Hanseníase sejam doenças endêmicas praticamente em todo o mundo, sendo o Brasil, de acordo com Organização Panamericana de Saúde, o segundo país no mundo e o primeiro nas Américas em número de casos de Hanseníase. O quadro da Tuberculose no Brasil também é dramático com cerca de 90.000 casos novos e 5.300 óbitos notificados anualmente. 
Essa situação motivou a Organização Mundial da Saúde (O.M.S.) a declarar recentemente a Tuberculose como "CASO DE URGÊNCIA" em todo o mundo pois, segundo estimativas, 30.000.000 de pessoas morrerão em todo o mundo nos próximos dez anos, se medidas enérgicas não forem adotadas para conter aproximadamente 80.000.000 de casos previstos.
Acho que já passa da hora de povo e governos unirem esforços no intuito de desestabilizar a cadeia social, política e econômica favorável à prevalência dessas chagas da humanidade que são a Tuberculose e a Hanseníase. E você, o que acha?


Eugenia... Você foi selecionado!

O painel abaixo registra o país e o número de pessoas do referido país que visitaram o site pela primeira vez.
Bem vindos / bienvenidos / Bienvenue / 欢迎 / Welcome / Willkommen / benvenuto / ...
free counters
  •